Estrela que não brilha, não é vista!

Estrela que não brilha, não é vista!

Cresci com essa frase: “estrela que não brilha, não é vista”. Não sei a origem, mas ela sempre fez parte dos meus arquivos importantes para alcançar resultados melhores! O que ela quer dizer? Para mim é bem simples, se você quer se fazer conhecer, se destacar, ser mais respeitada(o), percebida(o) pelos outros, pelo mundo, precisa fazer-se notar, comunicar os seus talentos, permitir que a sua luz transpareça. Aqui preciso fazer uma ressalva importante. Não estou falando de um aparecer, de um manifestar-se “narciso”, fruto de uma vaidade gigante, de uma carência também enorme, que precisa sempre da aprovação do outro para se alimentar. Isso é outra coisa, nesse caso recomendo terapia.

Falo de revelar para o mundo a sua capacidade única de contribuir com os seus conhecimentos, atos, trabalhos, posicionamentos. Contribuir para construir um mundo plural e menos desigual, e, por que não, também prover o seu sustento, com folga!

Uma coisa que sempre soube foi que não nasci para ser servidora pública. Até experimentei, e só serviu para confirmar o que o meu coração sempre me disse: não é a minha praia! Aproveito para registrar que respeito os bons profissionais que seguem esse caminho com coerência e dedicação, mas tenho pouca paciência com aqueles que fizeram essa escolha apenas para garantir a aposentadoria vitalícia mesmo estando ainda na casa dos 20 anos.

Continuando…

Gosto de prestar serviço, de lidar com seres humanos! Psicologia, comunicação, foram cursos que escolhi com muita clareza. Mas como conseguir clientes, chegar até quem podia se beneficiar dos meus conhecimentos, habilidades, competências? O mercado não tem como saber que estou oferecendo os meus serviços, se eu não comunicar de alguma forma. Comecei com passos pequenos, estagiando em empresas, me direcionando mais para Recursos Humanos e, simultaneamente, fazendo produção para programas de rádio, mas desde o dia em que me formei na Universidade de Brasília eu tinha em mente uma coisa: vou fazer um MBA em marketing, e vai ser na FGV, porque é a melhor!! Não estou fazendo propaganda da escola, na época era mesmo, hoje existem boas concorrentes.

Aprendizado

Com o passar do tempo, com o aprendizado da experiência, terminei me dedicando mais a comunicação, e consegui fazer o meu MBA. Era realmente o que eu precisava! Aprendi muito! Eliminei um bocado de ideia errada que eu tinha sobre marketing, mergulhei no tijolo azul do Kotler (livro básico em qualquer curso na área), e sai tentando identificar e compreender ainda mais e melhor as necessidades dos meus clientes, e oferecer soluções que trouxessem satisfação e benefícios para eles. O que aliás, Carl Rogers, um psicólogo que amo, também ensinava.

A vida foi acontecendo, fui me divertindo, me machucando, aprendendo, maturando, aproveitando alguns ventos para içar as minhas velas, perdendo outros por puro despreparo. Descobri o Coaching. Me apaixonei! Mergulhei de cabeça em formações para realmente me preparar bem e oferecer o melhor serviço, que só eu posso oferecer  a partir das minhas características peculiares, e sai novamente em busca de um bom professor de Marketing que pudesse me apoiar nesse novo surgir no mercado. Formar uma nova clientela, esclarecer as pessoas sobre esse processo relativamente novo, e ao mesmo tempo, tão efetivo que é o Coaching, usando as novas ferramentas sociais.

A comunicação mudou muito nos últimos tempos… Busquei bastante, passei por alguns que prometem muito e entregam pouco, gastei grana – gastei, é a palavra certa, porque trata-se de investimento quando você tem o retorno prometido, e, em muitos casos, não tive. Até que encontrei uma figura divertida, pouco preocupada em parecer, mas que realmente é bom no tema: Rafael Rez .

Não larguei mais dele, e hoje compartilho com você essa informação porque, de repente, você também está buscando alguém assim. Sei o quanto é difícil dar os primeiros passos no mercado, acreditar em promessas de supostos profissionais que na realidade não estão interessados em apoiar o seu lançamento no mercado, mas sim em ganhar fortunas, aproveitando do pouco conhecimento da maioria. Agora, acima de tudo,  conto essa história, porque sou totalmente a favor de compartilhar valor para crescermos juntos.

O céu fica muito mais bonito cheio de estrelas brilhantes. Brilhe! 🙂


contato@coachselmarosana.com.br
Instagram: @CoachSelmaRosana
Facebook: Coach Selma Rosana

Quem sou!

Um ser que gosta muito do humano, que busca aprofundar conhecimentos em áreas estratégicas e que tem força para mexer com gente: Psicologia, Comunicação, Marketing, Coaching.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?